Metafísca: gnosis

A aparência do Apostólo Paulo

Sobre a aparência de Paulo, o apostólo, confirmo que os quadros pintados por Rembrandt**** ((Rembrandt Harmenszoon van Rijn)) pintor europeu- Leiden, 15 de julho de 1606 – Amsterdã, 4 de outubro de 1669 são fiéis à realidade daquele homem santo.

Alguns dizem que Paulo era manco e cego de um olho – sobre isto, tenho algo a dizer, segundo as imagens que emergem na minha consciência.

Quando Paulo deixou Jerusalém a caminho de Damasco, ele e os que o acompanhavam sofreram uma emboscada arquitetada pelos judeus no intuito de matá-lo. Após uma luta feroz com os assassinos, Paulo por milagre conseguiu sobreviver àquela perigosa investida.

Alguns que o aguardavam, de longe assistiram o famoso grande mestre chegar à cidade, todos tomaram conhecimento do ocorrido e ficaram maravilhados com as habilidades daquele messias. Ferido, ele subiu as escadas do palácio, mancando, arrastando uma perna e com cicatrizes no rosto, por causa daquela feroz luta com os assassinos enviados pelos judeus. Por esta cena, o santo foi retratado por alguns, como manco e cego de um olho; contudo, algumas semanas após, Paulo se recuperou dos ferimentos e machucados, continuando seu trabalho de escrever sobre o destino da humanidade.

Paulo na época estava sendo difamado por causa da morte de um cristão sujo. Ele tinha como função identificar os cristãos para os judeus, mas caiu numa cilada armada pelos essênios, cometendo grave erro contra seus próprios princípios de condenar o farsante em nome dos judeus. A culpa da morte do cretino caiu sobre Paulo, um romano valoroso de grande honra e defensor da paz.

O maior erro de Paulo foi ser um homem impecavelmente honrado, além de ser um defensor da justiça social e da consciência ampla. O altruísmo foi sua ruína.


A história de Saulo, Jesus e João

Assim eu vi, porque me foi mostrado por aquele Altíssimo que é chamado de Senhor:

Aproximadamente 150 anos antes do nascimento de Cristo, viveu um grupamento humano peculiar, semelhante a este que se encontra atualmente na nossa Era.

Também naquela data, os judeus estavam em pavorosa procura daquele que fora enviado para destruir o mundo. Eles identificaram três pessoas como possíveis messias, a primeira, de grande destaque, foi um jovem romano, cidadão nobre (digo nobre porque sua família gozava de privilégios estatais). Após peregrinar pelo mundo em busca de iluminação, ele iniciou mais tarde no judaísmo com o ****nome de Saulo (Saulo de Tarso). Seu nome era Saulo por causa do primeiro rei de Israel, Saul da tribo de Benjamim.

Saulo fora o primeiro identificado com a marca do messias, fato confirmado por todos os sábios romanos e outros da época. O segundo era aquele que ficou conhecido pelo nome de Jesus. Bem mais jovem que Saulo, Jesus era ambicioso e astucioso, assim como era os seus pares essênios. O terceiro candidato a messias fracassou, e não será descrito neste artigo.

Após Saulo cair em desonra e desgraça, por ter caído na armadilha dos essênios, os judeus o traíram e lançaram para fora da comunidade, ele aparentemente não oferecia mais perigo naquela circunstância. Saulo se converteu a Nova Religião mudando seu nome para Paulo, nome que foi considerado por uns inicialmente como inferior e desonroso.

No cristianismo, sob orientação do próprio Cristo (o deus), quando este lhe apareceu numa visão, procurou pelo sábio Ananias, que foi seu principal professor após a conversão. Ele esteve apenas algumas semanas com este grande mestre que o instruiu sobre o Plano Cristão. Ananias é o autor do Livro de Apocalipse da Bíblia Cristã, neste livro ele figura sob pseudônimo de João.

Uma curiosidade sobre esse mestre era que ele gozava de livre trânsito nas altas esferas judaicas, era altamente respeitado, consultado e admirado pelos rabinos que naquela época eram homens iluminados. Inexplicavelmente, Ananias conseguia viver uma vida dupla, transitando como grande embuste nas sinagogas e servindo como um dos arquitetos do Plano para derrubar o deus Jeová.

Após Jeová e os judeus destruírem Saulo, a próxima vítima foi Jesus. Ele era considerado um homem perigoso e subversivo, judeu de nascimento, porém sua ascendência era duvidosa.

Jesus foi assassinado e martirizado, porém ao contrário de Paulo que era solitário, Jesus era produto do marketing dos arquitetos da nova religião, que iriam trabalhar em todas as esferas até atingir seus objetivos. Após a morte de Jesus, Jeová percebeu o grande erro que cometera quando descobriu os detalhes do Plano para derrotá-lo. Ele tentou trazer Paulo de volta a comunidade, mas já era tarde.

Jesus não era uma grande alma como Saulo, nem iluminado como seus mestres, mas era visto como uma grande promessa para o futuro.

O Apostólo Paulo além das famosas epistolas (cartas) da Bíblia, escreveu anonimamente também outros livros sagrados. Deus o repreendeu pela publicação anônima, mas Paulo rejeitou assumir a autoria porque atribuía a autoria ao próprio Deus que o inspirou.

Em certos apócrifos egípcios, eles descrevem Jesus como inimigo de Paulo. Ambos são tratados como discípulos de Lúcifer. Alguns destes escritos descrevem Cristo e Lúcifer como a mesma entidade.


O ano do Dragão Lunar 2012

A primeira lunação no oriente marca o início do ano no calendário lunar, num ciclo de 60 anos, onde os signos alternam suas regências sucessivamente. 2011 foi o ano do Coelho e 2013 será o ano da serpente.

Ano do Dragão no calendário lunar

O ano do dragão é considerado um dos anos mais auspiciosos para os povos orientais, especialmente porque o Dragão para eles é a mesma experiência psicológica que os ocidentais chamam de graça do Espírito Santo de Deus.

Ano do Dragão na teosofia mística

Visto de diversas formas tais como: a energia na coluna, serpente do éden, serpente tenebrosa, a Besta, fluído astral, Lúcifer… e seja como for a forma antropomórfica deste dragão, tão bem retratado na literatura e sétima arte, é fato que, quando ele vem para o bem, faz bem demais e quando vem para o mal… faz um estrago necessário.

Que este ano do dragão de 2012 que se inicia na segunda-feira às 5 horas e 39 minutos no fuso de Brasília, seja um ano transformador da consciência das pessoas, pois o Grande Dragão já está entre nós dando seus sinais.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=S-017vRXw5A

Leia também:

Astrologia Lunar

Entenda o grande ano do dragão chinês 2012

Horóscopo chinês


O grande Dragão atualmente

Enquanto minha consciência estava adormecida na matéria deste nascimento, meu espírito foi despertado pela necessidade e elevado ao mundo astral onde esperava por mim um grande chefe de milícias tenebrosas.

O grande espírito falou – É chegada minha hora. Peço para que não interfiras no meu dever.

Situei-me, olhei para os lados e vi Sidharta com outros budas do passado que me observavam com grande interesse, olhei para baixo e olhei para cima. Falei ao grande espírito que aguardava minha atenção – aquela cortina encobre os seus demônios. Ele disse – foi minha tentativa de esconder de você meus exércitos.

O que tenho eu contigo? Por que me pedes autorização para seus asssuntos? Indagei.

Ele respondeu: Você é o único que tem autoridade sobre nós, portanto pedimos autorização para entrar no mundo. Então lhe respondi – se depende de mim, minha resposta é não.

Ele então me mostrou toda traição, covardias e fraquezas humanas contra Jesus, dizendo – veja as maldades que eles fizeram contra você, permita que nós te vinguemos.

Eu lhe respondi – não me tentes Belzebu, sou eu o autor do perdão, instrumento de salvação da humanidade.

Ele explodiu de volições, e disse – está escrito, é nosso dever.

Sim, isto é verdade, meu dever é proteger o dever, pensei eu. Todos têm seu dharma, o dever do fogo é queimar, o da água é molhar, o do vento é soprar, e a terra tem o seu no gerar. Então respondi ao grande ente – cumpra o seu dever conforme está escrito, porém poupe os inocentes.

Ele disse, não existem inocentes no mundo, todos são culpados.

Eu lhe respondi – existem! Por causa do amor de Jesus.

Ele disse – então defina os inocentes.

Os inocentes são as crianças imaturas mentalmente e carentes de cuidado, e são inocentes na alma todos aqueles que (cultivam à pureza para elevação da consciência) imitam o Apóstolo Paulo. Ignorando o mérito daqueles que seguem os ensinamentos e sacrifícios do filho único de Deus, ele disse conformando-se – estes não são inocentes. Voltou para os seus e disse – está autorizado, podemos passar.

E vi uma quantidade incontável de demônios guiados pelos seus chefes, numa grande nuvem negra que desceu sobre a terra para flagelar as criaturas.

Após isto ele dirigiu-se aos deuses que governam este mundo. Reclamou argumentando – “Ele tirou grande parte do que é nosso por direito”. Inteligentemente reivindicou a antecipação da maturidade mental das crianças, e a corrupção do desejo de pureza nas pessoas que estivessem de acordo com a vida e ensinamentos de Paulo. O que foi justamente atendido.

Vendo o que eles faziam com o mundo para atender às reivindicações de Belzebu, subi ao reino dos Tronos e roguei: – Mãe, ajuda-me salvar a humanidade deste grande mal. Pedido que também foi atendido.

Então vi os budas novamente e eles diziam com grande alegria: – Maitreya é o maior de todos o budas.


Orgasmos e ejaculações na prática sexual

Os depravados do mundo todo tem ansiosamente perseguido a idéia da possibilidade de orgasmos múltiplos, orgasmo prolongado, orgasmo eterno etc. Através de textos antigos desordenados e confusos dos autores orientais tem se esforçado para praticar tais obras como um manual, as promessas contidas neles.

Nas práticas da sublimação da energia criadora, é muito comum, os praticantes antes de subir na escala vibratória, primeiro descer em decorrência da falta de domínio e ter orgasmos múltiplos, orgasmos místicos, transes obscuros etc, mas tudo isto, decorrente da inexperiência do iniciante na vida interior.

À medida que ele avança e fortalece sua mente, ele controla e abandona os muitos desvios da energia criadora no corpo vital e corpo de desejos.

Milhares de livros repetem como papagaios e milhões de pessoas imitam como macacos o ensinamentos contido neles. Existem teorias que ensinam os homens a nunca ejacular, com a promessa de um orgasmo místico ou orgasmo espiritual, já as mulheres a ter orgasmos e mais orgasmos. Outras obras são escritas exclisavamente para os homossexuais.

Mestres” são importados da Índia, Tibet e principalmente das culturas exóticas do extremo da Asia Menor no intuito de ensinar a gratificarem com intensidades o objeto de sua depravação. A era da espiritualidade enlatada tudo se compra por um punhado de moedas, de copinhos do “chá mágico” da amazônia a bolas tailandesas.

Nosso corpo é dominado por energias e o mundo é construído pela soma de determinadas energias conferindo suas caractéristcas individuais. Da mesma forma, quando entra num prostíbulo se sente um tipo de energia e quando se entra numa igreja sente outro tipo, as famílias, grupos, sociedades, culturas, países e claro as comunidades no mundo espiritual tem sua energia caractéristica.

As pessoas são ligadas umas as outras, ou a tais grupos por afinidades energética, esta é a Lei da Vibração que ensinei noutra época passada. Ninguém vive em comunhão alguém ou algo sem a sintonia energética vibratória.

Em certas comunidades espirituais nos mundos espirituais quem não tem a chave não adentra os portais, por isto, a necessidade de INICIAÇÃO ou transmissão para por a pessoa em contato com aquelas realidades.

O sexo em si, antes de mais nada, é uma função fisiológica, assim como, defecar, comer, beber etc. Por mover grande quantidade da energia criadora e servir de veículo para outras formas de energia, pode ser usado para intensificar, liberar, condensar, transformar, gravar, destruir etc, outras funções extrasensoriais da máquina psicológica humana.

Em certos aspectos, específicamente para o homem, o controle da ejaculação é fundamental para criar a tensão necessária para atingir certos objetivos, razão dos monastérios exigirem o celibato de seus membros, assim como fora no passado uma exigência entre os livre-pensadores e filósofos, bem como toda pessoa que aspirava uma vida superior a mudana.

Porém para alcançar certos objetivos, não basta o celibato, assim como, não basta enfiar o pênis em algum lugar evitando a ejaculação; na maioria das vezes a ejaculação é uma ação de higiene mental e física.

A prática do celibato para uma mente superior é fundamental para o efeito estilingue na escala vibratória, desde que a pessoa está conectada de alguma forma aos mundos arquesuperiores, da mesma forma que a prática do sexo com objetivos espirituais podem libertar a mente das estruturas cristalizadas limitadoras das faculdades extrasensoriais.


A outra face de Paulo

Paulo, cidadão romano de nascimento, convertido ao judaísmo, como era constume a todo romano da elite de sua época… desde criança rejeitara o messianismo que seus mestres profetizaram. Puro e casto, santo por natureza, ensinou a

verdade da Luz mais profunda, conforme fora orientada por Deus.

Após morrer, cometeu o único pecado de sua existência, permitiu conscientemente que Jesus e seus seguidores, adulterassem seus escritos. Condenando a humanidade a viver nas trevas. Seus escritos baseados, nas experiências dos budas anteriores e presente de Deus para humanidade, eram a salvação do Mundo.

Por cometer tal pecado, contra seus mestres e contra seu Deus, ele fora condenado a viver junto com a humanidade tudo que ela sofresse.

Nasceu de novo e de novo muitas vezes, converteu-se na religião de Jesus e peregrinou por 2000 mil anos amaldicioado a obedecer a doutrina de Jesus.

Ainda bem que a maldição acabou agora, a verdade virá à luz. A doutrina do Amor e da Pureza será restabelecida, a doutrina pervertida será exterminada desta vez definitivamente e quando o mal deixar a terra, o mundo conhecerá a Paz e Bem-Aventurança.