Metafísca: swami

Siddhasana asana da perfeição

Siddhasana é um asana sentado fácil de ser praticado. Seu objetivo é um assento para meditação ou adoração do criador. Iniciantes preferem este asana por sua simplicidade de ser praticado, também é o melhor de todos para pessoas com pouca flexibilidade.

Este asana, pode ser considerado um mudra se praticado com esta finalidade. A execução proporciona naturalmente a coluna ereta, a mente atenta e equilíbrio corporal.

Nos primeiros meses quem pratica meditação nesta posição costuma ter formigamentos devido a falta de circulação nas partes inferiores das pernas. Por isto, é recomendável praticar badrasana para reduzir o sofrimento.

Execução da Siddhasana

Sente-se no chão sobre um tapetinho macio, coloque o pé esquerdo no períneo e o pé direito sobre o esquedor, as mão relaxam num mudra confortável.


A aparência do Apostólo Paulo

Sobre a aparência de Paulo, o apostólo, confirmo que os quadros pintados por Rembrandt**** ((Rembrandt Harmenszoon van Rijn)) pintor europeu- Leiden, 15 de julho de 1606 – Amsterdã, 4 de outubro de 1669 são fiéis à realidade daquele homem santo.

Alguns dizem que Paulo era manco e cego de um olho – sobre isto, tenho algo a dizer, segundo as imagens que emergem na minha consciência.

Quando Paulo deixou Jerusalém a caminho de Damasco, ele e os que o acompanhavam sofreram uma emboscada arquitetada pelos judeus no intuito de matá-lo. Após uma luta feroz com os assassinos, Paulo por milagre conseguiu sobreviver àquela perigosa investida.

Alguns que o aguardavam, de longe assistiram o famoso grande mestre chegar à cidade, todos tomaram conhecimento do ocorrido e ficaram maravilhados com as habilidades daquele messias. Ferido, ele subiu as escadas do palácio, mancando, arrastando uma perna e com cicatrizes no rosto, por causa daquela feroz luta com os assassinos enviados pelos judeus. Por esta cena, o santo foi retratado por alguns, como manco e cego de um olho; contudo, algumas semanas após, Paulo se recuperou dos ferimentos e machucados, continuando seu trabalho de escrever sobre o destino da humanidade.

Paulo na época estava sendo difamado por causa da morte de um cristão sujo. Ele tinha como função identificar os cristãos para os judeus, mas caiu numa cilada armada pelos essênios, cometendo grave erro contra seus próprios princípios de condenar o farsante em nome dos judeus. A culpa da morte do cretino caiu sobre Paulo, um romano valoroso de grande honra e defensor da paz.

O maior erro de Paulo foi ser um homem impecavelmente honrado, além de ser um defensor da justiça social e da consciência ampla. O altruísmo foi sua ruína.


Shavasana Relaxamento Yoga

Apesar de simples, o relaxamento é a parte mais difícil de se alcançar na yoga, inclusive por praticantes experientes. Geralmente, os praticantes displicentemente dormem durante a prática do relaxamento final ou inicial.

Uma aula de yoga para ser completa e perfeita precisa iniciar e terminar com relaxamentos. Os relaxamentos entre os asanas e mudras são essenciais para se alcançar os objetivos perseguidos pela yoga.

O relaxamento deve acontecer toda vez que a pessoa alterar o fluxo energético. A yoga trabalha com os contrastes energéticos, como os fluxos e refluxos presentes em todos os mundos de nosso Universo.

O relaxamento deve ser feito com olhos fechados. Inicia-se tensionando tudo, e depois relaxa todos os músculos. A mente fica pratica Dharana e Pratyahara, o corpo entra em estado passivo.

Shavasana é o asana da prática do relaxamento nas aulas de yoga, porém este poderoso asana vai muito além dos relaxamentos. Ele é o pilar fundamental da poderosa Hatha Yoga, dos kriya-pranas da Kundalini Yoga e acima de tudo, é o mais importante asana da sombria e tenebrosa Laya Yoga.

Pratique o relaxamento após o balancinho (badrasana) e dos asanas psicossomáticos.


Exercícios de Kundalini Yoga – parte I

Os exercícios aqui são introdutórios da Raja Yoga, ou Kundalini Yoga, porém deverão fazer parte de seu cotidiano para sempre. Uma vez iniciados, você jamais poderá abandoná-los sob pena de prejuízos incalculáveis no seu progresso interior, pois, a cada experiência, a cada nível gradual que você subir na escada vibratória, eles ganharão novos agregados e continuarão produzindo resultados mais extraordinários ainda.

Kundalini

Estes execícios devem fazer parte de toda prática de yoga ou meditação que você venha fazer de agora em diante. Eles são fundamentais e seus benefícios foram comprovados também pelos grandes yogis perfeitamente realizados e iluminados.

Primeiro Exercício de Kundalini Yoga

Este exercício é o mais difícil e mais filosófico também. Ele é complicado até para estudantes experientes em Yoga. O objetivo deste exercício é fazer a mente alcançar ou conhecer o estado de consciência chamado de Turya. Turya é a autoconsciência, este estado de consciência possui inúmeros graus ou níveis de ancoragem da mente. Em seu primeiro nível, representa o contato da alma como o atma.

Exercício Bhavana

Bhavana é o exercício de vê Deus (o atman) em si mesmo e em todas as coisas simultaneamente.

Todas as coisas possuem Deus dentro delas. Os vegetais, os objetos inanimados, os animais, os EVENTOS, e as pessoas; quer seja o mendigo sujo e fedido na rua, até a madame perfumada com as glândulas de animais assaninados para fazer seu perfume. Os santos, os pobres, os ricos, as crianças, os maus, os bons… os anjos, os demônios… as alegrias, os sofrimentos, os acidentes… todas as coisas possuem Deus dentro delas.

No exercício de bhavana todas essas coisas citadas e outras mais que se apresentarem diante de si, partem de dentro de você; faz parte de você e estão ligadas a você.  Porque Deus (o atma  – o filho, Cristo) está dentro e fora de você, unindo tudo pela malha de energia divina que é a Kundalini inexorável. Isto é bhavana.

Pratique este exercício todo o tempo. Construa um medalhão de chumbo contendo um símbolo que ligue seu inconsciente ao consciente para fazer você lembrar deste japa. Use um japa-mala para lembrar deste japa. Faça o que tiver de fazer para se lembrar o tempo todo deste japa.

Segundo Exercício de Kundalini Yoga

Este exercício é mais simples que o anterior, contudo requer atenção e precisão acurada do estudante.

Respiração Kundalínica

Concentre-se na sua respiração, na região onde sente o ar tocar mais forte nas vias respiratórias, geralmente esta região é a base da garganta.

Sem fazer barulho respiratório, nem esforço, quando tiver pronto, procure sentir o ar frio que entra e o ar quente que sai. SENTIR é a chave deste exercício.

Visualise SIMULTANEAMENTE enquanto INSPIRA e SENTINDO AR FRIO. Veja a energia subindo da base da coluna (coccix) até a região do meio da testa, no ponto da glândula pituitária. Tudo isto simultaneamente, ou seja ao mesmo tempo.

Segure o ar nos pulmões cheios por alguns segundo.

EXPIRE o ar SENTINDO-O QUENTE. Simultaneamente, visualise a energia DESCENDO do meio da testa passando pela coluna até o coccix. Segure os pulmões vazios por uns instantes e continua.

Repita o ciclo o tempo que puder, 15 a 30 minutos por dia é o mais adequado. O exercício pode ser feito em qualquer circunstância, local ou tempo. Não há restrição. Faça quantas vezes puder.

Nos primeiros dias é fácil SENTIR o FRIO e o QUENTE, na larínge. Depois com a prática sentirá na coluna toda.

Meu alunos são educados a fazer este exercício de diversas maneira de acordo com a situação. Respirar trocando as narinas (respiração alternada) etc. Noutros artigos ensinarei este exercícios em nível médio e avançado.

Terceiro Exercício de Kundalini Yoga

Este exercício trabalha a energia corporal. Ele tem diversos níveis, assim como os anteriores. Seus benefícios são inúmeros e os resultados também. Aqui ele tem função de manipular a energia eletromagnética.

As razões são: limpar os nadis, educar a energia fluídica, limpar a aura, ordenar as correntes do Corpo de Desejos (chackras), intensificar a vibração dos chacras… e claro desenvolver os sentidos internos para sentir e manipular as energias solar, lunar e telúrica no corpo.

Exercício Magnético

O exercício magnético é muito simples e existe mais de uma dezenas de modos de fazê-los, cada um atuando em certo nível de consciência, em determinado veículo ou corpo sutil e modo de fazer. Todos eles são legados dos antigos mistérios de Isis, ou egípcios, os faquires os conhecem em profundidade.

Eles são fundamentais para limpar a aura, destruir a matéria-forma de pensamentos e a Luz Astral (fluído astral emitido pelas células do cérebro).

Exponho aqui apenas um, os demais exporei noutros artigos e deve ser executado como segue:


32 asanas da perfeição Gheranda Samhita

Segundo o Gheranda Samhita dos milhares de asanas descritos por Shiva, 32 (trinta e dois) asanas proporcionam a perfeição para os que vivem neste mundo material. O Gheranda Samhita é um texto básico de Hatha Yoga e nele existem alguns arcanos escondidos aos olhos comuns, contudo não se pode levar ao “pé da letra” seu conteúdo.

Os asanas descritos no livro são:

    1. Siddhasana (postura perfeita)
    1. Padmasana (postura de lótus)
    1. Bhadrasana (postura de bem-estar)
    1. Muktasana (postura de liberação)
    1. Vajrasana (postura do raio)
    1. Swastikasana (postura afortunada)
    1. Simhasana (postura do leão)
    1. Gomukhasana (postura da cabeça de vaca)
    1. Virasana (postura do herói)
    1. Dhanurasana (postura do arco)
    1. Mritasana (postura do cadáver)
    1. Guptasana (postura oculta)
    1. Matsyasana (postura do Peixe)
    1. Matsyendrasana (postura de Matsyendra)
    1. Paschimottanasana (postura da pinça)
    1. Gorakshasana (postura de Goraksha)
    1. Utkatasana (postura elevada)
    1. Sankatasana (postura perigosa)
    1. Mayurasana (postura do pavão)
    1. Kukkutasana (postura do galo)
    1. Kurmasana (postura da tartaruga)
    1. Uttanakurmasana (postura da tartaruga em extensão)
    1. Mandukasana (postura da rã)
    1. Uttanamandukasana (postura da rã em extensão)
    1. Vrikshasana (postura da árvore)
    1. Garudasana (postura da águia)
    1. Vrishasana (postura do touro)
    1. Salabhasana (postura do gafanhoto)
    1. Makarasana (postura do crocodilo)
    1. Ushtrasana (postura do camelo)
    1. Bhujangasana (postura da cobra)
    1. Yogasana (postura de yoga)

Shalabhasana Postura do Gafanhoto

Shalabhasana, a postura do gafanhoto, é um asana que todo aluno flexível gosta de executar. As pessoas rígidas têm dificuldades em executá-la, elevando as pernas a baixa altura, fato que lhes causa desnecessária frustação.

Shalabhasana é um asana de força, voltado para terapia e estética corporal. Sua execução atua eficazmente sobre as glândulas endócrinas, a pressão sanguínea etc. fortalece os músculos das pernas e abdomen contribuindo na construção de uma harmoniosa esfínge humana, tanto feminina, como masculina.

É um asana de curta duração, executa-se com pulmões ultra-cheios (kumbhaka) até o limite da capacidade respiratória.


Shalabhasana Asana tipo II

Este Shalabasana Tipo II pode ser nomeado de chakra-shalabasana devido ao círculo fechado formado pelo corpo durante sua execução. Chakra-Shalabasana é executado de maneira totalmente diferente do asana Tipo I.

O próposito e resultado deste asana é bem diferente do shalabasana tradicional. Este asana proporciona conforto e interiorização durante sua execução.

Deve ser ministrado numa aula de alunos adiantados que possua domínio e equilíbrio mental suficiente para poder relaxar por alguns minutos na posição enquanto executa o trabalho yogi.

A prática de raja yoga usando este asana proporciona avanços na yoga.

Chakra-Shalabasana deve ser praticado usando a respiração livre, ou conforme a situação, usando a respiração polarizada, alternando a entrada e saída do ar nas narinas.

Leia sobre o asana  Shalabasana tipo I. O asana citado neste artigo. Excelente opção para dinamizar uma aula de yoga, ou praticar exercícios de yoga mais intensos.


Espiritismo e vidas passadas

Espiritismo vidas passadas. As pessoas de senso comum associam todo tipo de espiritualidade ao espiritismo. Quando se ouve alguém falando de vidas passadas elas logo pensam, esta pessoa é um espírita.

Espiritismo vidas passadas no Brasil

O espiritismo cresceu muito no Brasil como uma seita religiosa porque o brasileiro não tem ainda uma identidade espiritual definida. O espiritismo nasceu a partir da curiosidade de franceses do século XVI nos assuntos referentes a pós-morte de entes queridos e o interesse do mundo dos mortos.

Ao contrário dos franceses que procuravam a partir de critérios científicos provar a possibilidade de comunicar com os mortos através da mediunidade, aqui no Brasil o espiritismo tomou rumo diferente convertendo em crenças de seitas espíritas, especialmente após os anos 80 com as psicografias, onde entes queridos supostamente enviava cartas e mensagens ao mundo dos mortos.

Literatura de espiritismo vidas passadas

A partir dos anos 90 as psicografias aqueceu o mercado literários e muita gente passou a psicografar supostas mensagens de gente morta, este foi um marco noespiritismo vidas passadas da literatura no Brasil. Algumas obras de ficção se tornaram referências na codificação das seitas espíritas.

Afinal das contas as vidas passadas são tema das leis de reencarnação que tem mais a ver com as sociedades secretas herméticas, escolas esotéricas gnósticas e rosacruzes e as religiões orientais.

Mas foi graças ao espiritismo que o tema vidas passadas se tornou o assunto principal atualmente, inclusive sendo explorado na psicologia e nas universidades. Seja como for, o assunto espiritismo vidas passadas vai amadurecer e mais conhecimento sobre o assunto será acrescido.


Entenda o grande ano do dragão chinês 2012

A partir dde 23 de janeiro de 2012 após a Lua Nova, de acordo com o calendário lunar ou o Horóscopo Chinês inicia oficialmente o grande ano do dragão de água. O horoscópo lunar chinês é constituído por doze signos correspondentes a doze animais do zodiáco chinês.

Ano do Dragão previsão

O ano do dragão será efervecentemente agitado, marcado por transformações e grandes acontecimentos. Terá seu fim em 10 de fevereiro de 2013.

Ano do Dragão significado

O Dragão, o Espirito Santo para nós ocidentais, é considerado pelos orientais como símbolo de boa sorte, inteligência, sabedoria, criatividade e grandes virtutes.

Leia também sobre o Calendário Chinês


Reencarnação

A reencarnação é uma lei inexorável, inerente a realidade deste mundo. A reencarnação é uma lei de recorrência em que todos estão sujeitos neste mumdo.

Reencarnar é a ação de tornar a encarnar ou voltar a encarnar, já a palavrar encarnar significa tornar carne. Se reencarnar é uma ação, a reencarnação é a lei que rege por regras variadas os modos que esta ação se realiza.

A reencarnação ocorre em ciclos periódicos, onde as almas se revesam por nascer e morrer neste mundo. O universo é o guardião desta lei inexorável e os deuses a regulam a sua revelia.